A NOSSA PARCERIA COM A ANP|WWF

É com muito orgulho que somos parceiros da ANP|WWF, que trabalha em associação com a WWF, a maior organização mundial de conservação da natureza e proteção da biodiversidade. Partilhamos a paixão por proteger o nosso planeta e ajudar a natureza a florescer. Ajudando a proteger as abelhas, borboletas e plantas, asseguramos que as nossas ervilhas e a terra onde crescem estarão disponíveis para continuar a nutrir as gerações futuras.
A NOSSA PARCERIA COM A ANP|WWF
É com muito orgulho que somos parceiros da ANP|WWF, que trabalha em associação com a WWF, a maior organização mundial de conservação da natureza e proteção da biodiversidade. Partilhamos a paixão por proteger o nosso planeta e ajudar a natureza a florescer. Ajudando a proteger as abelhas, borboletas e plantas, asseguramos que as nossas ervilhas e a terra onde crescem estarão disponíveis para continuar a nutrir as gerações futuras.

CONSUMIR MAIS PRODUTOS DE ORIGEM VEGETAL

À medida que vamos conhecendo os danos causados pela pecuária intensiva no ambiente, cada vez mais pessoas decidem consumir menos carne e mais produtos de origem vegetal. Não só porque são saudáveis, ricos em fibra, nutrientes e vitaminas, mas também pelo impacto positivo que podem ter no nosso planeta, uma vez que um menor consumo de proteína animal reduz a nossa pegada de carbono.

CONSUMIR PRODUTOS VEGETAIS MAIS SUSTENTÁVEIS

Como podemos melhorar os produtos vegetais? Tornando-os mais sustentáveis. Trabalhando em harmonia com a natureza e adquirindo mais conhecimento sobre o ambiente, podemos proteger a biodiversidade e assegurar ecossistemas e habitats saudáveis e em equilíbrio, para que plantas e campos continuem a florescer. Cultivamos hoje as nossas ervilhas a pensar no futuro do nosso planeta, para garantirmos que haverá sempre o que colher futuramente.

O QUE FAZEMOS

Estamos em estreita colaboração com a WWF no sentido de identificar e desenvolver práticas de agricultura sustentável que aumentem as colheitas e tenham um efeito positivo na natureza e no ambiente.

A nossa parceria incide primeiramente em dois projetos principais sobre produção vegetal. O primeiro é um plano para os nossos campos de cultivo que procura aumentar a produtividade alimentar através de práticas agrícolas positivas para a natureza. O segundo, dedicado a medir o impacto da biodiversidade nas explorações agrícolas para direcionar intervenções e encontrar novas formas de aumentar a presença de polinizadores nos nossos campos.

Temos orgulho em trabalhar em proximidade para cuidar do planeta e mudar a forma como nos alimentamos pode salvá-lo!

Os nossos hábitos alimentares têm um profundo impacto no planeta e é por isso urgente procurarmos formas mais sustentáveis de produzir e de consumir alimentos.

Mudarmos a forma como nos alimentamos é uma das principais ferramentas que temos para ajudar o planeta e combater as alterações climáticas, ao mesmo tempo que contribuímos para reverter a perda de biodiversidade. Ao adotarmos dietas mais sustentáveis estamos não só a melhorar a nossa saúde, como a preservar a saúde da nossa casa comum – o planeta Terra!

É com esta ambição que nos juntamos à ANP|WWF, apoiando a conservação da natureza através dos vários projetos que a organização tem ativos, como RIR - Reconnecting Iberian Rivers, que visa proteger os recursos hídricos e ecossistemas de água doce das bacias ibéricas do Douro, Tejo e Guadiana; Montado, que incide sobre a maior mancha de sobreiro do mundo, preservando esta paisagem emblemática e todos os serviços naturais que nos presta, desde o sequestro de carbono da atmosfera à regulação do ciclo da água; EuroLargeCarnivores, um projeto europeu que promove a coexistência entre grandes carnívoros, como o lobo ibérico em Portugal, e as pessoas; e Eat4Change que, como o próprio nome indica, incentiva todos a comer de forma mais sustentável, beneficiando a nossa saúde e a saúde do nosso planeta.

Assim, a Iglo apoia a ANP|WWF na sua missão de criar um futuro em que pessoas e natureza vivam em harmonia, procurando garantir que Portugal – e o mundo – não percam a sua riqueza natural. Visite https://www.natureza-portugal.org/ para descobrir mais sobre o trabalho de conservação da natureza desenvolvido pela ANP|WWF.

O NOSSO COMPROMISSO

Estamos empenhados em conseguir produzir 100% dos nossos vegetais através de práticas de agricultura sustentável até ao final de 2025. No âmbito dos Princípios de Agricultura Sustentável da Iglo, avaliamos cuidadosamente os impactos económicos, ambientais e sociais das nossas práticas agrícolas através da plataforma de Avaliação da Sustentabilidade das Explorações Agrícolas (FSA).

IGLO E A FSA

Os Princípios de Agricultura Sustentável da Iglo, presentes no esquema ilustrado à esquerda, estão todos ligados à FSA. Exigimos a todos os agricultores que trabalhem, no mínimo, ao nível prata da FSA, a partir do qual se pode ver a nossa exigência com a sustentabilidade. O esquema à esquerda descreve os princípios que definem a abordagem da Iglo à agricultura sustentável, em que a agricultura regenerativa e o capital socioeconómico trabalham em conjunto, sendo que um não existe sem o outro.

OS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS

Os 10 princípios do quadro FSA são gestão agrícola e comunidade; seleção de materiais vegetais; gestão do solo; gestão de nutrientes; proteção de culturas; gestão de resíduos; gestão da água; biodiversidade; qualidade do ar e emissões de gases de efeito estufa e condições laborais. 

Na agricultura sustentável não existe uma solução universal, pelo que os níveis do quadro da FSA permitem aos nossos agricultores selecionar uma parte destes princípios de forma a atingir o nível de prata, o requisito mínimo.

Alguns exemplos que uma exploração agrícola pode adotar:
- Agricultura focada na biodiversidade, através de um plano desenvolvido para trabalhar com os ecossistemas naturais e com a fauna de forma a manter o ar puro, a água doce e a boa qualidade do solo.
- Gestão do solo, focada em melhorar a matéria orgânica e reduzir os poluentes existentes, para manter a consistência das colheitas.
- Os apoios sociais aos trabalhadores, que podem ser promovidos pelas explorações agrícolas através de iniciativas como a negociação coletiva e dando voz a todos os trabalhadores em temas como remuneração e condições laborais.

 

O QUADRO FSA

O nível de desempenho Ouro é atribuído a uma exploração agrícola que cumpra um nível mais elevado de requisitos, como demonstra o gráfico à esquerda.

Assim, se Prata corresponde a boas práticas Agrícolas, Ouro implica o cumprimento de práticas que verdadeiramente se destacam.
Este método de avaliação fornece um quadro de melhoria contínua avaliado por entidades externas e verificado por auditores independentes.